Portal MEC
www.ufrj.br
 
Mestrado, Residência e Cursos

 

Como resultado de uma política de estímulo à qualificação do corpo docente, atualmente, dos 31 docentes localizados no NESC, 29 (93,6%) são doutores, destacando-se que 22 deles (71%) concluíram seu curso nos últimos cinco anos. Além destes, também inseridos nas atividades de pesquisa, ensino e extensão do NESC, existem doze técnicos de nível superior, todos com o título de mestre.

Anualmente, 1540 alunos de graduação da Medicina, Fisioterapia e Fonoaudiologia têm suas aulas teóricas e práticas nas dependências do NESC. Semestralmente, os docentes localizados no NESC ministram as 18 disciplinas (13 obrigatórias) da Faculdade de Medicina para estes três cursos de graduação. Atualmente, 50 alunos de graduação desenvolvem atividades de Iniciação Científica em projetos de pesquisa da unidade. Além disso, a cada ano, cerca de 315 mestrandos e doutorandos da Pós-graduação da Faculdade de Medicina cursam nossas disciplinas de Pós-Graduação, ou mesmo, as três disciplinas por ano (perfazendo um total de 11 turmas/ano) que são oferecidas especificamente para o Mestrado e Doutorado da Faculdade de Medicina.

Destaca-se também que em nosso LIG, atualmente, são ministradas aulas para 290 alunos de graduação e pós-graduação por semana, além do atendimento e uso esporádico dos estudantes.

No que se refere à integração ensino-pesquisa, constatamos uma crescente procura de alunos de graduação por monitorias de nossas disciplinas e, principalmente, como alunos de Iniciação Científica. Atualmente contamos com mais de 60 alunos envolvidos em projetos de pesquisa, muitos bolsistas através do Programa de Bolsas de Iniciação Científica da UFRJ (PIBIC), bolsistas FAPERJ e alunos do Programa de Iniciação Científica da Faculdade de Medicina (PINC), além de alunos sem bolsa e/ou que já concluíram os seus créditos no PINC, mas que permanecem engajados em nossos projetos. Ressalta-se que a produção científica desses alunos tem crescido muito, o que é um bom indicador para nossa unidade e para a formação acadêmica dos alunos.

Ainda em relação à graduação, na atualidade, o NESC traz para o debate a constituição de um curso de graduação em Saúde Coletiva, como um novo e instigante desafio do novo milênio, motivado pela crescente importância da área, que, junto com a pós-graduação, terá como conseqüência natural a transição do Núcleo para Instituto de Saúde Coletiva. Acompanhando este processo, duas outras instituições públicas e de importância na área da saúde pleiteiam a realização deste mesmo objetivo, o Instituto de Saúde Coletiva da Bahia e a Universidade Federal de Goiás.

 
Conectado à Internet através do Núcleo de Computação Eletrônica - NCE/UFRJ e RedeRio de computadores